Chegou o Tigre de Água Yang!

Ren Yin, o ano 4.719 do calendário Taoista, acabou de chegar! É o ano Tigre de Água Yang e constitui o período final do Exercício Oito, período de vinte anos (2004 a 2024) em que predomina a energia do trigrama Montanha, simbolizado no I Ching pelo Hexagrama Quietude. 

Durante estes anos os temas relacionados com a busca da quietude, da estabilidade, harmonia, introspecção, auto-conhecimento, consistência interior, a reflexão sobre o meio-ambiente, a qualidade de vida, a saúde, o movimento, a imobilidade, os bloqueios e sobre o nosso destino e o do planeta, entre tantos outros temas, fizeram parte constante das nossas vivências, mesmo que nem sempre tenham sido objeto da observação consciente a que a circunstância convidava (diria que por vezes até impunha!).

Estamos na “fase” final do Exercício Oito, da Montanha, etapa extrema da própria Quietude, final de ciclo que prenuncia um novo ciclo energético – O Exercício Nove, do Fogo. É, portanto, um momento de transição e uma oportunidade para realizarmos uma metamorfose. Sempre que acontece uma transformação (no estado da consciência, no clima, na respiração, etc.) estamos diante do elemento Terra. 

No Feng Shui para o ano do Tigre de Água Yang é precisamente a energia Terra a mais significativa, uma vez que estará disponível e reforçada em todas as construções do planeta, de maneira a influenciar a todos nós. Esta energia Terra a que me refiro nos impõe mudanças drásticas, repentinas e impreteríveis. 

Dentro do contexto destes últimos anos (incluindo os da pandemia), com todos os desafios por que passamos, parece-me oportuno aproveitar esta influência de transição/destruição (que virá, necessariamente) como impulso para as mudanças necessárias que tenhamos eventualmente procrastinado, fazendo do período um tempo de execução de alterações significativas e necessárias em padrões claramente desapropriados a que não demos ainda fim… Quanto mais conscientemente identificarmos as mudanças a serem feitas concretamente, mais facilidade teremos de as fazer (por conta da “carona” da energia destrutiva vigente), e menos seremos “atropelados” por eventuais “surpresas” desagradáveis e inesperadas…

É tempo, portanto, de buscar a Quietude e preparar a transformação! Como disse o filósofo chinês Mêncio: “Conhecendo a quietude, pode-se possuir a estabilidade. Conhecendo a estabilidade, pode-se encontrar a serenidade. Conhecendo a serenidade, pode-se encontrar a paz. Possuindo a paz, então pode-se pensar. E podendo pensar, pode-se agir.”

Bem vindo, Tigre de Água Yang!

Maria João Bastos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s